Destaques Grêmio

O futuro da lateral esquerda do Grêmio

Compartilhe

O Grêmio iniciou o ano de 2020 em busca de um lateral esquerdo para ser titular. O nome escolhido foi Caio Henrique. Não foi uma contratação fácil, nem imediata, mas o Grêmio venceu e o contratou por empréstimo.

Contudo, por conta do novo coronavírus, precisou devolver o jogador. Isso ajuda na questão financeira, visto que o Grêmio economizará cerca de R$ 5 milhões que pagaria em salários para o atleta.

Mas como fica a lateral esquerda agora? Bruno Cortez reassume a titularidade. O clube e a torcida certamente não notarão diferença imediatamente, visto que Caio Henrique disputou apenas cinco jogos com a camisa Tricolor, sendo titular em apenas três.

Se falou no nome de Diogo Barbosa, lateral do Palmeiras. O Grêmio negou. Mas onde a fumaça a fogo. Talvez, ao menos, uma consulta deve ter rolado.

Olhando para o elenco do Grêmio, dois nomes surgem para a função: Guilherme Guedes e Matheus Nunes.

Guilherme, 21 anos, iniciou o ano titular. Pela Recopa Gaúcha, onde o Grêmio disputou com o Grupo de Transição, Guilherme atuou durante os 90 minutos. Em 2019 foi emprestado para a Ponte Preta, onde atuou em 12 partidas. Seu contrato com o Grêmio vai até o fim de 2023 e a multa rescisória para o exterior é de 80 milhões de Euros (cerca de R$ 473 milhões na cotação atual).

Matheus Nunes, 21 anos, foi um dos destaques na Copa São Paulo 2020. Gremista de berço, nascido em Uruguaiana, chegou em Porto Alegre aos 12 anos após ter sido observado pelos dirigentes do Grêmio em uma partida de futsal. Conquistou vários títulos desde sua chegada ao Grêmio. O principal foi a Copa Ipiranga em 2019. Em 2015 teve sua primeira convocação para Seleção Brasileira.

O contrato de Matheus vai até o final de 2020 e até o momento desta matéria o Grêmio ainda não o procurou para renovação.

O Diretor adjunto da base, Luiz Ferrari Jr, em entrevista na Rádio Grenal, rasgou elogios aos garotos: “Não sei se o Grêmio vai contratar um lateral esquerdo, mas posso dizer que o Guilherme Guedes, em características, é muito parecido com o Caio Henrique. O Matheus Nunes tem muita persistência. Passou pela concorrência com vários bons laterais. Ele está abaixo do Guilherme Guedes, mas tem condições de crescer e ter espaço no profissional”.

Texto de Lucas Goulart (Twitter)

Foto: Rodrigo Fatturi / Grêmio

Compartilhe

Você vai gostar disso